Recursos serão destinados a projetos de novas metodologias de ensino desenvolvidos em instituições particulares

O Ministério da Educação (MEC), em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCTIC), vai destinar R$ 500 milhões para projetos de inovação em instituições de ensino superior privadas. Universidades e institutos interessados na linha de crédito devem apresentar propostas voltadas para novas tecnologias de ensino e uso de recursos digitais na aprendizagem.

As inscrições no programa vão até dezembro de 2020 e o valor mínimo para os projetos é de R$ 3 milhões. O Programa de Apoio à Inovação em Educação no Ensino Superior oferece aos participantes condições de crédito mais vantajosas, como o período de carência de 12 anos e juros diferenciados.

Requisitos

O financiamento é viabilizado pela Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep). Para participar, as instituições devem estar funcionando há pelo menos três anos e ter Receita Operacional Bruta de R$ 16 milhões. Antes de captar os recursos, o projeto da instituição precisa ser aprovado pela Finep.

Cenário

Atualmente, 75% das matrículas no ensino superior estão concentradas na iniciativa privada, o que denota a importância desse setor na educação do País. Além disso, 82% dos professores de escolas públicas são oriundos de universidades privadas.